Author Archives: admin

  • 0
Epicondilite Lateral – Cotovelo de Tenista

Epicondilite Lateral – Cotovelo de Tenista

Conhecida como ‘Cotovelo de Tenista’, a epicondilite lateral é a inflamação dos músculos e tendões do cotovelo.

A doença costuma atingir a lateral externa do braço, próxima ao cotovelo, mas pode acometer também a face interna do cotovelo.

Causas da Epicondilite

A inflamação ocorre quando se utiliza, repetidamente, os músculos do antebraço que se ligam ao osso na parte externa do cotovelo.

Sintomas da Epicondilite

  • Alguns sintomas do ‘cotovelo de tenista’ são:
  • Dor intensa na face lateral do cotovelo que pode irradiar para o antebraço;
  • Dificuldades para segurar objetos;
  • Queimação na lateral do cotovelo;
  • Redução de força para extensão do punho e dos dedos.

Tratamento da Epicondilite

A epicondilite lateral é tratada com fisioterapia traumato-ortopédica, que oferece exercícios específicos de alongamento e estimulação elétrica dos músculos.

De acordo com o quadro clínico do paciente, o tratamento medicamentoso também pode ser indicado, com o uso de anti-inflamatórios.

Para saber mais sobre a epicondilite, clique aqui.

Marque uma Consulta


  • 0

Videoartroscopia de Ombro

O que é a Videoartroscopia?

Videoartroscopia de OmbroA videoartroscopia é um procedimento cirúrgico bastante recomendado para o tratamento de lesões de ombro, cotovelo e outras articulações. Essa técnica permite olhar para o interior de uma articulação usando um equipamento chamado “artroscópio”.

A artroscopia permite ao médico olhar diretamente para as estruturas dentro da articulação, como os ligamentos (tecido resistente que liga um osso ao outro), as cartilagens (tecido liso que cobre as extremidades dos ossos nas articulações), e outras estruturas (como os tendões musculares).

Este procedimento pode ser usado tanto para diagnosticar, quanto para realizar o reparo de uma lesão.

Videoartroscopia de Ombro

A videoartroscopia no ombro é feita com a realização de pequenas incisões e a inserção de uma ótica de 4.0mm de diâmetro, acoplada com uma fonte de luz dentro do ombro. Com isso, é possível visualizar as estruturas internas da articulação através de um monitor.

Pelas mesmas incisões, instrumentos cirúrgicos são colocados dentro do ombro, para que o médico possa reparar as lesões.

Geralmente, o tempo de cirurgia varia de 1 a 2 horas. 

Recuperação Pós-Cirúrgica do Paciente

Como a artroscopia é um procedimento minimamente invasivo, a recuperação é menos dolorosa e mais rápida do que uma cirurgia aberta convencional.

Em 30 dias após a cirurgia, o paciente inicia as sessões de fisioterapia, para a sua recuperação funcional.

Marque uma Consulta


  • 0
Cirurgia de Manguito Rotador

Cirurgia de Manguito Rotador

O manguito rotador corresponde ao conjunto de 4 músculos do ombro: supraespinal, infraespinal, subescapular e redondo menor. E quando existe alguma lesão grave nessa região, pode ser necessária a cirurgia de manguito rotador. 

Lesões do Manguito Rotador

Tendões do Manguito RotadorTraumas, fraturas e luxações no ombro podem criar ou piorar pequenas lesões prévias no manguito rotador.

Existem diferenças entre as lesões do manguito rotador.

Elas podem acometer um ou mais tendões, de forma parcial ou completa.

A maioria das lesões causa os seguintes sintomas:

  • Dor;
  • Perda de força;
  • Perda de movimentos.

As lesões dos tendões não cicatrizam sozinhas, e a escolha pelo tratamento, cirúrgico ou conservador, baseia-se nos seguintes fatores:

  • Gravidade da lesão;
  • Atividade e idade do paciente;
  • Intensidade da dor;
  • Perda de função.

Cirurgia de Manguito Rotador

Nas lesões parciais, a cirurgia está indicada quando o tratamento conservador com reabilitação falha, permanecendo os sintomas de dor e disfunção.

Nas lesões completas, a regra na maioria dos casos é o tratamento cirúrgico.

As cirurgias para o tratamento das lesões do manguito rotador progrediram muito nos últimos 20 anos.

A maioria dos cirurgiões de ombro realiza a cirurgia por videoartroscopia, que é uma técnica menos invasiva e que permite uma avaliação detalhada dos diferentes graus de lesão. 

Saiba mais sobre as lesões do manguito rotador.


  • 0
Tendinite do Manguito Rotador ou Ombro de Tenista

Tendinite do Manguito Rotador ou Ombro de Tenista

Além do cotovelo, o ombro é uma das regiões do corpo mais afetadas no tênis, principalmente durante jogadas como saques, ‘forehands’ e ‘backhands’. A lesão mais frequente do ombro de quem joga tênis é a Tendinite do Manguito Rotador (ou Ombro de Tenista).

O manguito rotador corresponde a um grupo de quatro músculos do ombro, que são responsáveis pela estabilidade e movimentação dessa articulação.

Na tendinite do manguito rotador, os tendões que se localizam nesse grupo muscular se tornam inflamados.

Isso acontece porque o tendão não é tão forte quanto o osso e nem tão elástico quanto o músculo. Com isso, é a estrutura que mais sofre com a sobrecarga dessa região.

A sobrecarga costuma ocorrer por falta de alongamentos ou pela execução equivocada dos movimentos no tênis.

Sintomas da Tendinite do Manguito Rotador

• Dor nos ombros;

• Dor e sensibilidade ao tentar alcançar algo acima da cabeça ou nas costas;

• Dificuldade em atingir todos os movimentos dos ombros;

• Dificuldade de dormir sobre o ombro afetado;

• Fraqueza progressiva dos ombros;

• Inchaço local e presença de calor e/ou vermelhidão.

Tratamento da Tendinite do Manguito Rotador

O repouso do tendão afetado é crucial no tratamento, por isso é necessário o uso da tipoia. Outras medidas necessárias são: aplicação de gelo, uso de anti-inflamatórios e fisioterapia.

Em casos mais graves, quando o tratamento conservador não surte efeito, pode ser necessário realizar um procedimento cirúrgico.

Marque uma Consulta


  • 0
Luxação de Ombro na Academia

Luxação de Ombro na Academia

Como falamos no artigo anterior sobre Lesões nos Ombros na Academia, a busca pelo corpo perfeito é a causa de muitas lesões no ombro. Na expectativa de atingir resultados rápidos na academia, muitos acabam cometendo excessos, podendo ocorrer uma luxação ou deslocamento do ombro.

Neste texto, iremos nos atentar a uma das lesões mais comuns no ombro: a luxação do ombro (ou deslocamento do ombro).

Quando a articulação do ombro recebe uma força além de sua amplitude de movimento normal, um dos ossos pode sair da sua estrutura de formação, causando a luxação ou deslocamento do ombro.

Na academia, a luxação pode ser causada quando retornamos a barra de ferro no suporte no exercício de supino. A lesão ainda pode ser ocasionada em um exercício chamado voador, quando – sentada em uma máquina com suporte para segurar as mãos, a pessoa faz o movimento de abre e fecha repetidas vezes.  

Vale ressaltar, porém, que a maioria das lesões é ocasionada pelo excesso de peso, associado à prática errada do exercício.

Sintomas da Luxação

Quando o ombro está luxado, a sensação é de que a articulação esteja “desconjuntada”, causando muita dor.

Quando, por exemplo, a cabeça do úmero está luxada, percebe-se uma protrusão anterior, ou seja, um volume na parte frontal do ombro.

Tratamento da Luxação

A primeira atitude, depois de constatada a luxação do ombro, é imobilizar o braço numa tipoia e encaminhar o paciente ao PS, pois a luxação de uma articulação é considerada uma urgência ortopédica, ou seja, ela precisa ser tratada no mesmo dia.

Outra orientação que pode ser muito prejudicial, quando não seguida, é a recolocação do ombro para normalizar a articulação. Esse procedimento só pode ser feito por um médico.

Em casos mais extremos, o médico ainda pode sugerir a cirurgia para recuperar a estabilidade do ombro. Quando a intervenção é necessária, é preciso fazer fisioterapia para fortalecer a região, posteriormente.


  • 0
Logo Rio 2016

Lesões mais Comuns nas Olimpíadas

A Olimpíada Rio-2016 acabou, mas muitos atletas ainda se lembrarão do evento por mais um tempo, não pelos bons resultados, mas sim pelas lesões.

Cerca de 10% dos esportistas que participaram dos Jogos foram obrigados a abandonar a competição por conta de lesão, segundo levantamento feito por um grupo de especialistas convocado pelo Comitê Olímpico Internacional.

Veja a seguir algumas das lesões mais comuns durante as Olimpíadas.

Lesão do Tendão Calcâneo (TC)

A ruptura do TC – também chamado de tendão de Aquiles – “espontânea”, mais frequente, está relacionada a uma combinação de mecanismos de estresse e degeneração progressiva das fibras internas do tendão. Normalmente ocorre entre dois e seis centímetros da inserção do tendão calcâneo.

Fratura no Tornozelo

Uma fratura é definida como um rompimento parcial (fenda) ou completo do osso, uma interrupção na continuidade do mesmo. Pode ser nomeada aberta, quando há fratura exposta, ou fechada, quando não há rompimento da pele.

Luxação nos Dedos

Usamos as mãos e os dedos constantemente, e, por esse motivo, eles estão propensos a diversos traumas, ocasionados por hematomas, fraturas, lesões dos tendões e nervos ou luxações. A luxação é uma lesão comum, que ocorre quando o tecido conjuntivo que envolve a articulação do dedo é rompido.

Osteoartrose

Também chamada de artrose, é causada por uma progressiva degeneração da cartilagem articular, tecido elástico que recobre as extremidades ósseas e amortece o impacto. A população acima dos 55 anos é a mais afetada.

Lesões no Punho

A estrutura do punho é composta pelos ossos do carpo e contém uma das articulações mais flexíveis do corpo humano. Responsáveis por conectar os ossos, os ligamentos são importantes no equilíbrio durante os movimentos. A tendência natural de se apoiar com as mãos durante uma queda causa um impulso repentino na articulação do punho, o que pode ferir os ligamentos.

Marque uma Consulta


  • 0
Lesões nos Ombros na Academia

Lesões nos Ombros na Academia

Milhares de pessoas frequentam academia todos os dias. Porém, em busca de um corpo perfeito, muitas delas cometem excessos e acabam sofrendo sérias lesões nos ombros.

Uma das partes do corpo mais afetada na academia costuma ser o ombro, bastante utilizado em diversos exercícios.

Além do treinamento excessivo, outros fatores, como excesso de carga e repetição, ausência de alongamento e aquecimento e postura inadequada, contribuem para que aconteçam lesões nos ombros.

Ombro do halterofilista

Uma lesão bastante comum se chama ombro do halterofilista, causada pelo microtrauma repetido provocado pelo excesso de exercícios e peso na região.

Causa

A clavícula é o único osso que liga o membro superior ao restante do corpo, portanto toda a força exercida pelo braço passa obrigatoriamente por essa região. A solicitação excessiva pode levar a falha estrutural e consequente reação de estresse.

O problema surge quando o ombro é solicitado mecanicamente todos os dias. O osso, sem repouso ou intervalo, entra em fadiga e surge o edema ósseo, com aumento de vascularização que acaba provocando um reabsorção do osso, chamado de osteólise.

Sintomas

O principal sintoma é a dor na região. A dor ocasionalmente irradia para a base do pescoço, trapézio, deltóide e braço.

Tratamento

As atividades que provocam a dor devem ser interrompidas e um ortopedista deve avaliar o paciente para determinar outras medidas terapêuticas. Em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária. 

Marque uma Consulta


  • 0
Ombros do Motociclista

Lesões nos Ombros dos Motociclistas

Um estudo realizado há alguns anos pelo Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, apontou que 95% dos pacientes atendidos na unidade com lesões graves nos ombros são vítimas de acidentes com moto.

A lesão de ombro pode ser extremamente complexa nesses casos, pois costuma deixar sequelas definitivas. Em muitas situações só a cirurgia soluciona o problema.

Má Postura Prejudica os Ombros dos Motociclistas

Porém, os ombros dos motociclistas não são vítimas apenas dos acidentes no trânsito. A falta de postura sobre a moto também costuma causar lesões nessa região.

A mais comum delas é a chamada “bursite”, que é a inflamação da bolsa sinovial, uma estrutura cheia de líquido que se localiza entre um tendão e a pele ou entre um tendão e o osso. A bursa tem a função de amortecimento e auxilia no deslizamento dos tecidos e sua nutrição.

bursite costuma aparecer quando o motociclista mantém os braços muito próximos aos 90 graus, afetando o ombro, pois os tendões responsáveis pela elevação da região podem ficar muito comprimidos contra o osso da ponta do ombro, o acrômio (osso próximo à clavícula).

Sintomas da Bursite no Ombro

Os sintomas mais comuns são:

  • Rigidez nos movimentos.
  • Sensibilidade e dor ao mover a região.
  • Inchaço, calor ou vermelhidão.

Tratamento da Bursite no Ombro

Para tratar a bursite é preciso, primeiramente, repousar, aplicar gelo no local e usar analgésico para a dor.

Quando essas medidas não resolvem, pode ser necessário o uso de anti-inflamatórios, fisioterapia ou até mesmo a cirurgia de ombro, em casos mais extremos.

Marque uma Consulta


  • 0
Tendinite de Ombro

Tendinite no Ombro

Categoria: Patologias de Ombro

Os tendões conectam os músculos aos ossos, e transmitem a força para que haja o movimento. E a Tendinite no Ombro é uma inflamação do tendão. No ombro existem quatro músculos que compõem o manguito rotador. Esses são músculos que cobrem a cabeça do úmero, na parte superior, e realizam os principais movimentos do ombro.

Causas da Tendinite no Ombro

Existem muitas causas de tendinite do ombro, mas uma das mais comuns é o impacto do osso chamado acrômio, situado logo acima da Bursa e de alguns dos tendões do manguito rotador do ombro. Esse osso, muitas vezes deforma-se, desenvolvendo um “ esporão “, o que leva à inflamação dos tendões em alguns movimentos do ombro, principalmente na abertura lateral e elevação do braço.

Tratamento

Muitas vezes, a única opção de cura é a cirurgia realizada por videoartroscopia, porém, é muito importante um exame físico bem aprimorado, realizado pelo médico especialista, para que se decida qual é o tratamento mais indicado para o paciente.

Marque uma Consulta


  • 0
Epicondilite Lateral e Medial

Epicondilite do Cotovelo

A epicondilite do cotovelo é uma inflamação dos tendões do cotovelo, e pode ser na parte lateral (cotovelo de tenista) ou na parte medial (cotovelo de golfista). Geralmente é atribuída ao esforço físico intenso ou repetitivo.

Dor no Cotovelo - Epicondilite de CotoveloCausas e Sintomas da Epicondilite

A causa pode ser por esforços repetitivos que levam à microrruptura degenerativa na origem dos músculos do cotovelo ou por um trauma direto. Os pacientes com epicondilite costumam sentir dores quando estendem os punhos ou os dedos das mãos.

Tratamento

O tratamento tem bom resultado com medicações, fisioterapias e infiltrações anestésicas. Mas há casos em que há necessidade de realizar uma videoartroscopia para alívio dos sintomas ou até raparo das lesões tendíneas. É muito importante que o paciente faça uma consulta com o especialista para comprovar o diagnóstico e realizar o tratamento.

Vídeo Demonstrativo

Assista ao vídeo abaixo e entenda por que os golfistas e tenistas estão mais propensos a apresentarem algum tipo de epicondilite.

Marque uma Consulta